Partilhe este artigo

YouTube TECNIQUITEL

Como é que funcionam as máscaras descartáveis (FFP)?

Em primeiro lugar importa referir que as máscaras descartáveis (FFP) são um equipamento de proteção individual (EPI) que servem de proteção respiratória. Sendo fiscalizado pelo Regulamento (UE) 2016/425 revogando a Diretiva Europeia 89/686/CEE.

A legislação em vigor impõe normas claras e circunstanciadas em matéria de EPI, não deixando margem para transposições divergentes pelos Estados-Membros. O presente Regulamento é aplicável não só aos fabricantes mas também a todas as formas de fornecimento, incluindo a venda à distância.

Os aerossóis e as partículas finas de poeira estão entre os riscos mais insidiosos para a saúde no ambiente de trabalho, porque são quase invisíveis no ar que respiramos. Ainda mais pequenos e mais perigosos são os vírus e as bactérias que entram no nosso corpo sem serem detetados através do ar que respiramos e que podem, no pior dos casos, levar à morte.

O uso das máscaras descartáveis (FFP) fazem, portanto, parte do quotidiano em muitos ambientes de trabalho. Mas como é que estas semimáscaras funcionam exatamente e contra o que é que elas protegem? Respondemos a esta pergunta neste artigo.

A função das máscaras descartáveis FFP

As máscaras descartáveis (FFP) protegem contra aerossóis aquosos e oleosos, fumo, poeiras finas, vírus e bactérias no trabalho. De salientar que a sua utilização só deve ser efetuada após uma avaliação de riscos.

A sua função protetora é normalizada em toda a Europa de acordo com a norma EN 149:2001+A1:2009 e classificada nas três classes FFP1, FFP2 e FFP3. São também conhecidas como semimáscaras filtrantes de partículas ou máscaras antipó.

As partículas mais perigosas podem ser cancerígenas ou radioativas, outras podem danificar o sistema respiratório do corpo ao longo de décadas e provocar doenças graves ou mesmo a morte a longo prazo.

Para proteção contra estas partículas, a semimáscara filtrante de partículas é um dispositivo de proteção respiratória que faz parte do EPI em muitos ambientes de trabalho. Vamos saber agora com mais pormenores como funcionam estas máscaras descartáveis e como é que as partículas são exatamente filtradas.

As semimáscaras com filtro de partículas fornecem proteção contra partículas, mas não contra gases ou vapores. Estas máscaras são geralmente constituídas por várias camadas de material filtrante (também conhecido como material fiado ou fundido) e podem estar equipadas com uma válvula de exalação.

Além disso, cada uma das múltiplas camadas tem um objetivo distinto, que vai desde melhorar o aspeto e o toque da máscara até garantir a sua força, resistência aos rasgos e filtragem natural.

Um dos aspetos mais importantes do conforto para os utilizadores destas máscaras descartáveis é a resistência à respiração, referindo-se à resistência que a pessoa sente ao inspirar e expirar. Quanto maior for a resistência, mais os pulmões do utilizador têm de trabalhar.

Para manter a resistência à respiração tão baixa quanto possível, o material filtrante deve ser permeável ao ar, por um lado, e continuar a filtrar as partículas, por outro. É por isso que o material do filtro é carregado eletrostaticamente. Isto permite que as partículas suficientemente pequenas para passarem através do material filtrante adiram a este.

A melhor maneira de compreender isto é com a ajuda de um balão e de um pouco de pimenta moída: se enchermos o balão e o esfregarmos contra um pedaço de tecido, este fica carregado electrostaticamente.

Academia de Treino TECNIQUITEL

Quando o balão totalmente insuflado se aproxima da pimenta, o pó fino da pimenta é atraído para o balão, mesmo a vários centímetros de distância. É precisamente este efeito que garante uma semimáscara filtrante que o ar pode passar enquanto as partículas ficam retidas.

As classes de proteção: FFP1, FFP2 e FFP3

As máscaras descartáveis (FFP) são atribuídas a uma das 3 classes de proteção. Mas qual é exatamente a diferença entre estas 3 classes de proteção?

Elas diferem não de acordo com o tamanho das partículas filtradas, mas sim em função da sua quantidade. Vamos ver melhor ao pormenor.

Semimáscaras filtrantes de partículas FFP1

As semimáscaras FFP1 têm uma capacidade de filtragem de pelo menos 80%, até 4 vezes o respetivo limite de exposição ocupacional (OEL*). Os dispositivos de proteção respiratória desta classe de proteção protegem o utilizador contra poeiras não tóxicas e não fibrogénicas.

Por isso, são utilizados em áreas onde o ar respirável contém partículas que, normalmente, não farão mal ao trabalhador se forem inaladas, mas que podem causar um odor desagradável ou irritar brevemente o trato respiratório.

Semimáscaras filtrantes de partículas FFP2

As semimáscaras FFP2 filtram pelo menos 94% das partículas no ar, até 10 vezes o respetivo limite de exposição ocupacional (OEL*). As máscaras desta classe de proteção protegem o utilizador de partículas sólidas e líquidas, poeiras, fumos e aerossóis nocivos para a saúde.

Por conseguinte estes dispositivos de proteção ocupacional são utilizados em áreas onde estão presentes partículas fibrogénicas, que podem causar irritação a curto prazo do trato respiratório e danos a longo prazo no tecido pulmonar.

Semimáscaras filtrantes de partículas FFP3

As semimáscaras FFP3 filtram pelo menos 99% das partículas, até 30 vezes o respetivo limite de exposição ocupacional (OEL*). Protegem o utilizador de poeiras, fumos e aerossóis tóxicos e nocivos para a saúde.

Por isso, são utilizados em ambientes de trabalho em que existe manuseamento de substâncias cancerígenas ou radioativas. Estas podem ser patogénicas, como vírus, bactérias ou esporos de fungos.

*OEL = limite de exposição ocupacional. Trata-se da concentração média de uma substância no ar respirável do local de trabalho até à qual não são de esperar danos (crónicos ou agudos) se o funcionário aí trabalhar durante oito horas por dia, cinco dias por semana.

Quanto maior for o número de partículas a filtrar, maior será o número de camadas de material filtrante utilizado. Isto significa que as semimáscaras de classes de proteção mais elevadas são sempre mais espessas, o que resulta numa maior resistência à respiração.

Para reduzir ainda mais a resistência respiratória das semimáscaras FFP2 e FFP3, a UVEX desenvolveu máscaras exclusivas de alto desempenho que, para além de uma menor resistência respiratória, também garantem um melhor ambiente no interior do dispositivo: a uvex silv-Air e 7333 FFP3.

Subscreva a nossa Newsletter para mais informações sobre proteção respiratória. Também temos todo o prazer em aconselhá-lo pessoalmente sobre os máscaras e semimáscaras adequadas e as classes de proteção relevantes.

Saúde Ocupacional TECNIQUITEL

Tags

Partilhe este artigo

Luís Paulo
Assistente de Comunicação e Marketing
10 de Maio de 2024

Deixe um comentário

NEWSLETTER TECNIQUITEL

Registe-se para receber informação relevante sobre as nossas Soluções de Segurança.

  • © 2023 TECNIQUITEL S.A. | Todos os direitos reservados | by ALMABRAND